Por que registrar a sua MARCA?

 

 

Obter o registro da sua marca é extremamente importante e traz muitas vantagens que certamente refletirão no seu negócio. A marca registrada garante ao seu titular o direito de uso exclusivo em todo território nacional em seu ramo de atividade econômica. Ao mesmo tempo, sua percepção e identificação pelo consumidor agregam valor aos produtos ou serviços por ela identificados.

Mas enfim, por que registrar a sua MARCA? ​

Se você possui algum negócio, provavelmente seus produtos ou serviços devem ter uma marca. Então, imagine deixar de registrá-la e, tempos depois, saber que seus concorrentes estão imitando ou reproduzindo a sua marca, desviando a sua clientela e, consequentemente, prejudicando os seus lucros?

 

Com o registro você tem garantias contra seu uso indevido, resguardando-se contra a concorrência desleal e atos de má-fé praticados por terceiros. É um respaldo legal que constrói valor para sua marca, fornece mais segurança à sua atuação no mercado, além de viabilizar transações comerciais nas quais a sua marca é o maior objeto de negociação.

Você pode não acreditar ou não ter percebido, mas hoje ter uma marca registrada é, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de qualquer empresa e, certamente, pode ser muito mais valioso do que seu estoque físico.

 

E não se esqueça que a marca é, inquestionavelmente, um elemento publicitário para captação de clientes e, de tal forma, constitui parte do patrimônio da sua empresa.

 

A marca é, sem dúvida, a vitrine do seu negócio. Todos os esforços ao longo do árduo caminho percorrido para a construção e manutenção da sua imagem e da divulgação de seus negócios são capitaneados, consolidados e reunidos em um só elemento: sua marca.

Como você já deve ter percebido, obter o registro da sua marca é uma providência fundamental para todo o empresário e profissional. Essa cautela traz diversas vantagens, dentre as quais podemos destacar:

 

  • Ter exclusividade na sua utilização em todo o território nacional

  • Poder impedir a utilização de sinais idênticos ou semelhantes

  • Licenciar o seu uso, mediante remuneração

  • Ceder o registro, mediante remuneração

  • Não correr o risco de ser obrigado a mudar sua marca e suspender a sua utilização

  • Credibilidade junto ao mercado

  • Fidelização de clientela ao servir de centro de referência e atratividade

  • Ter garantido o investimento em propaganda e marketing

  • Obter indenização pela utilização indevida por terceiros

  • Incluir o valor da marca em seu capital social.

 

Procure se informar e resguarde seus direitos.

 

 

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

QUAIS SÃO OS PASSOS PARA UM DIVÓRCIO

May 21, 2020

1/10
Please reload

Posts Recentes